Blog Biologia | Prof. Fernando Belan
 
 
 
 
Publicidade
04 Dez
UFGD 2010: Questões comentadas 20:28
UFGD 2010: Questões comentadas
01. (UFGD 2010) Tereza e Gustavo, mesmo depois de muitos anos, ainda lembram com tristeza a perda dos três primeiros filhos: Juliano, Lucas e Mateus. Eles morreram lentamente perdendo os movimentos quando ainda eram crianças, entre os dez e os quatorze anos. Maria foi à última filha do casal. Ela casou-se há mais de 20 anos e hoje vive o mesmo drama de seus pais. Seu filho mais velho faleceu aos 12 anos, restando apenas uma jovem de 17 anos. A doença que matou os filhos e o neto do casal Tereza e Gustavo caracteriza uma

a) atrofia autossômica dominante.
b) atrofia autossômica recessiva.
c) distrofia ligada ao X recessiva.
d) distrofia ligada ao X dominante.
e) hipotrofia ligada ao X dominante.




Resolução: A distrofia muscular Duchene é uma doença ligada ao X recessiva, que se desenvolve em meninos levando à paralisia progressiva e morte antes de atingir idade reprodutiva. Ocorre em homens filhos de mães portadores do gene defeituoso. A palavra distrofia é usada para relatar doenças degenerativas progressivas, diferente de atrofia que é usada para diminuição do volume muscular de um membro que não está sendo utilizado, por exemplo, uma perna engessada.
Alternativa C




02. (UFGD 2010) Leia o texto abaixo:



Esse texto, modificado da canção de Armandinho, identifica um grupo vegetal e sobre ele é correto afirmar que

a) a planta que vai nascer possui flores pentâmeras e, portanto, pertence ao grupo das fanerógamas, abrangendo as pteridófitas, gimnospermas e angiospermas.
b) a árvore portadora de flores pentâmeras apresenta, como fase duradoura em seu ciclo de vida, o gametófito, e transitória, o esporófito.
c) a árvore que originou a semente possui raiz profunda do tipo fasciculada para permitir melhor fixação da árvore ao solo.
d) a árvore portadora de flores pentâmeras possui feixes vasculares espalhados pelo caule de forma desorganizada, suas folhas são invaginantes e as raízes, pivotantes.
e) a árvore portadora de flores pentâmeras possui folhas com nervuras reticuladas, raiz axial e feixes vasculares dispostos de forma organizada no caule.




Resolução: Questões de botânica típica da UFGD, para diferenciar monocotiledôneas e dicotiledôneas, já vistas nas provas comentadas aqui no site. Características de mono: Raizes fasciculadas ou cabeleiras, nervuras paralelas, flores trímeras, feixes vasculares difusos no caule, sementes com um cotilédone. Características de dico: raiz axial ou pivotante, nervuras reticuladas, flores pentâmeras, feixes vasculares organizados pelo câmbio.
Alternativa E




03. (UFGD 2010) Os vestibulandos 2009 da UFGD foram atraídos pelo anúncio de um restaurante. A propaganda dizia: “Hoje o prato da casa é exótico”. Curiosos, reuniram-se no restaurante para o almoço e encontraram panelas com caranguejo ao molho de cebola, cavalo marinho com chuchu, ostra ao molho com batata inglesa, iscas de polvo com suflê de batata doce e filé de baleia com brócolis. Pensando em recapitular a matéria para a prova, resolveram classificar os alimentos. Relacione as colunas a partir dessas considerações.




Assinale a alternativa que apresenta sequencialmente na coluna da direita todas as correlações corretas.

a) I – II - III - IV – V.
b) V - IV - II - III – I.
c) V - III - II - IV – I.
d) II - IV - V - III – I.
e) V - III - IV - I – II.




Resolução: Vamos identificar a classificação de animais e plantas que servem de alimento para o homem. I - Caranguejo é um crustáceo, cebola é um caule do tipo prato, com catáfilos formando um bulbo. II - cavalo-marinho é um peixe e chuchu por incrível que pareça é uma fruta. III - Ostra trata-se de um molusco e batata inglesa é um caule do tipo tubérculo. IV - Polvo é um molusco cefalópode e batata doce é uma raiz tuberosa. V - Baleia é um mamíferos e brócolis é uma inflorescência.
Alternativa B




04. (UFGD 2010) A Teoria Sintética da evolução, Síntese Moderna ou Síntese Evolutiva surgiu em meados do século XX das ideias de vários pesquisadores. Esta teoria faz a síntese entre as ideias de Darwin e os novos conhecimentos científicos, especialmente no campo da genética. Segundo essa teoria, os fatores evolutivos mais importantes são

a) divisão e diferenciação celular, seleção natural e a lei do uso e desuso.
b) variabilidade e recombinação gênica, mutação e seleção natural.
c) respiração celular, divisão mitótica e recombinação gênica.
d) seleção artificial, divisão mitótica e croossing-over.
e) transmissão das características adquiridas, mutação gênica e divisão celular.




Resolução: A teoria sintética da evolução, surgiu para elucidar as dúvidas que Darwin não conseguira responder anteriormente em "A origem da espécies". Ela se baseia em quatro fatores para explicar as variações de uma população e o mecanismo de sua seleção: MUTAÇÕES, RECOMBINAÇÃO GÊNICA, VARIABILIDADE e SELEÇÃO NATURAL.
Alternativa B




05. (UFGD 2010) A revista Ciência Hoje de dezembro de 2009 traz como uma das matérias o trecho transcrito a seguir:



Com base nas informações apresentadas no texto, é correto afirmar que

a) ocorre uma competição entre os besouros ‘Cyclocephala’ e as anonáceas do gênero ‘Annona’ na atração dos animais dispersores de semente.
b) os besouros, ao utilizarem as flores das anonáceas como alimentos, impedem a polinização e consequentemente ocorre redução dos frutos disponíveis para os quatis, lobos-guarás e aves.
c) os quatis, lobos-guarás e aves competem com os besouros pelo alimento disponibilizado pelas anonáceas.
d) a redução dos besouros pode levar a um efeito em cascata, como a diminuição da produção de frutos e da população das várias espécies de anonáceas e, em consequência, dos animais que se alimentam dela, como quatis, lobos-guarás e aves.
e) a relação é puramente acidental, não decorrendo de um processo de coevolução entre o inseto e a planta.




Resolução: Os besouros são polinizadores naturais das plantas anonáceas e seu desaparecimento acarretaria na diminiução da reprodução desse gênero de plantas. Com menos frutos formados os animais que dependem diretamente deles para se alimentarem poderiam sofrer também com a diminuição de suas populações.
Alternativa D




06. (UFGD 2010) A exposição de um determinado organismo a um agente mutagênico levou ao aparecimento de um novo fenótipo para um determinado caráter. As análises bioquímicas constataram mudança na atividade de uma enzima como resultado da perda de seus quatro aminoácidos terminais. As análises genéticas posteriores constataram a perda de

a) doze pares de nucleotídeos do RNAm.
b) quatro pares de nucleotídeos do DNA.
c) um gene do DNA.
d) quatro pares de nucleotídeos do RNAm.
e) doze pares de nucleotídeos do DNA.




Resolução: Na tradução protéica cada aminoácido é representado por um códon do DNA. Cada códon é uma trinca de bases nitrogenadas. Como trata-se de uma mutação, a alteração é permanente e só pode ser no DNA. São quatro aminoácidos, quatro códon, totalizando 12 bases nitrogenadas. Como no DNA as bases se encontram aos pares, podemos dizer que foram perdidos doze pares de nucleotídeos do DNA.
Alternativa E




07. (UFGD 2010) Os jogos olímpicos de 2016 ocorrerão no Rio de Janeiro, Brasil, e irão contar com atletas que já estão se preparando e buscando cada vez mais força e velocidade. Haverá dopping genético até 2016? Qual gene poderia ter sua expressão aumentada para esta construção biotecnológica de um superatleta?

a) O do anabolizante esteroidal testosterona.
b) O do hormônio de crescimento.
c) O da proteína insulina.
d) O do hormônio tiroideano.
e) O da miostatina.




Resolução: Dos hormônios citados podemos excluir: miostatina que é responsável por limitar o crescimento muscular (statina = estático), tireoideano que regula o metabolismo, mas não está envolvido com aumento de massa muscular e insulina, que regula a taxa de glicose no sangue, mas não influencia diretamente no melhoramento do desempenho de atletas. Testosterona e GH (hormônio do crescimento) estão ligados a ganho de força e massa, porém o único sintetizado diretamente de um gene, e portanto de origem protéica é o GH. A testosterona é de origem lipídica e não seria influenciada por dopping genético. Para se alterar a testosterona seria necessário aumentar produção de LH ou ICSH que estimula as células de Leydig a produzir o hormonio masculino.
Alternativa B




08. (UFGD 2010) Há cerca de dois séculos começaram a surgir as primeiras explicações científicas para a origem da biodiversidade hoje existente. As evidências disponíveis levam os cientistas a explicar a variedade das espécies como resultado da evolução biológica. Os esqueletos de membros posteriores (I) e a forma hidrodinâmica (II) apresentados nas ilustrações a seguir representam respectivamente os conceitos de






a) órgãos homólogos e convergência evolutiva.
b) convergência evolutiva e divergência evolutiva.
c) órgãos análogos e órgãos homólogos.
d) analogia convergente e homologia divergente.
e) divergência análoga e convergência homóloga.




Resolução: O primeiro desenho mostra mamíferos de formas e comportamentos diferentes que quando comparados sua anatomia dos membros, mostra grande semelhança entre suas origem embrionárias, caracterizando órgãos homólogos. Já o segundo desenho mostra animais de classes distintas apresentando grande semelhança corporal, por vivem em um mesmo ambiente (água), isso explica a convergência evolutiva.
Alternativa A




09. (UFGD 2010) Uma campanha de prevenção de doenças parasitárias realizada na cidade de Dourados alertou a população sobre a necessidade de controlar os mosquitos vetores, sobre os cuidados com a higiene no preparo dos alimentos, com a higiene pessoal, além de saneamento básico para controle efetivo de doenças. As medidas sublinhadas seriam,
respectivamente, eficazes na prevenção de

a) leishmaniose, ascaridíase e amarelão.
b) malária, esquistossomose e teníase.
c) giardíase, toxoplasmose e amebíase.
d) toxoplasmose, leishmaniose e amarelão.
e) ascaridíase, giardíase e esquistossomose




Resolução: Doenças transmitidas por mosquitos: Leishmaniose e malária. Higiene no preparo de alimentos (oral-fecal): ascaridíase, giardíase. Saneamento básico: ascaridíase, amarelão, esquistossomose, teniase, amebíase, giardíase, toxoplasmose. Eliminado-se as alternativas inconsistentes concluimos que a sequência correta é leishmaniose, ascaridíase e amarelão.
Alternativa A

Fazer um comentário neste post:

Comentar

Comentários

  • Nenhum comentário até agora. Seja o primeiro a comentar!

Voltar