Blog Biologia | Prof. Fernando Belan
 
 
 
 
Publicidade
21 Dez
Como funciona o gás do riso? 11:51
Como funciona o gás do riso?
Seu mecanismo de ação ainda é desconhecido. Sabe-se apenas que ele mexe com a liberação de neurotransmissores pelo cérebro, deixando a pessoa mais relaxada e até rindo à toa. Descoberta pelo químico inglês Joseph Priestley em 1722, a substância é conhecida como óxido nitroso (N2O), mas só começou a ser usada com fins medicinais em 1844. A sensação provocada pelo gás, que lembra a embriaguez, levou ao uso recreativo por jovens na Europa, um costume (ilegal) que ainda existe. Hoje, é muito utilizada em consultórios de dentistas em todo o mundo - nos EUA, pelo menos 70% dos que atendem crianças usam o material. No Brasil, seu uso é regularizado desde 2004 pelo Conselho Federal de Odontologia.

RIR ATÉ CAIR

Além de anestesiar e diminuir ansiedade, o N2O pode causar gargalhadas involuntárias

1. Há um cilindro pressurizado que armazena o N2O, e outro para guardar o O2. Ambos estão conectados por tubos a uma máscara nasal que o paciente precisa vestir. Por meio de um painel, o dentista controla a quantidade de cada gás na mistura respirada pelo paciente - o máximo que se pode ter de óxido nitroso é 70%.Se a porção de N2O ultrapassar essa quantidade, pode causar o rompimento de veias no cérebro e até a morte

2. O gás inalado vai aos pulmões, entra nos vasos sanguíneos e segue ao sistema nervoso central, onde age. O efeito leva de três a cinco minutos para ser sentido - quando acredita que o paciente está pronto, o dentista aplica a anestesia tradicional. Durante todo o procedimento, o paciente é mantido acordado para que a respiração ocorra normalmente

3. Há várias teorias sobre como o gás age. A mais aceita é que ele aumente a liberação de endorfinas, o que diminui a atividade do sistema nervoso central e suprime as sensações dolorosas, funcionando assim como ansiolítico (deixa a pessoa menos ansiosa) e anestésico. O paciente fica mais relaxado

4. Por causa do relaxamento provocado, o N2O influencia até a contração da musculatura facial, muitas vezes fazendo com que a pessoa ria involuntariamente. Quando o tratamento termina, o paciente fica inalando só oxigênio por três minutos para evitar uma sensação de ressaca (em alguns casos, a pessoa ainda fica grogue por alguns minutos). A máscara é retirada e, após mais três minutos, ele já fica totalmente fora do estado sedativo

Fonte:

Fazer um comentário neste post:

Comentar

Comentários

  • Nenhum comentário até agora. Seja o primeiro a comentar!

Voltar