Blog Biologia | Prof. Fernando Belan
 
 
 
 
Publicidade
15 Nov
Quais as funções dos cromossomos humanos? 11:02
Quais as funções dos cromossomos humanos?
Da cor dos olhos à textura da cera de ouvido, os cromossomos são responsáveis por controlar todas as funções do nosso organismo. Eles são formados por DNA, um código químico composto por sequências de bases nitrogenadas. São essas sequências, também conhecidas como genes, que contêm instruções específicas sobre como funcionamos. Até 1990, pouco se sabia sobre esse mecanismo. Isso motivou cientistas do mundo inteiro a iniciarem uma força-tarefa, o Projeto Genoma, para localizar a posição exata dos nossos 20 mil genes dentro dos cromossomos. O projeto, que terminou em 2003, mapeou 70% do código genético humano, o suficiente para identificar o que cada cromossomo controla.

Cada um no seu quadrado

Descubra as funções mais interessantes dos genes

O QUE HÁ, VELHINHO?

Já pensou viver só dez anos? Isso pode rolar se um gene do cromossomo 1 sofrer mutação e causar a progeria, doença rara de envelhecimento precoce. Por outro lado, centros de pesquisa estão coletando genomas de idosos saudáveis com mais de 80 anos para descobrir como a genética contribui para uma vida longa

MUTANTE DO BEM

Mutações podem ser benéficas. Pesquisas indicaram que deformações em um gene do cromossomo 3 podem impedir a entrada do vírus HIV nas células. Hoje, cerca de 5% da população faz parte desse grupo que, mesmo contaminado pelo vírus da aids, nunca irá desenvolver a doença

CAVALEIROS DO APOCALIPSE

A chance de ter câncer é influenciada por herança genética, mas o local varia de acordo com o cromossomo afetado. Genes do 13 podem aumentar a tendência a câncer de mama e do 2, de cólon. Doenças como a asma (5) e Alzheimer (1, 14, 19, 21) também estão associadas a mutações genéticas

UM É POUCO, TRÊS É DEMAIS

Um adulto tem 46 cromossomos em cada célula divididos em 23 pares. O excesso (ou a ausência) de cromossomos pode resultar em alterações sérias no organismo. O exemplo mais comum é a síndrome de Down, cujos portadores têm um cromossomo 21 extra. Já na síndrome de Turner, mulheres nascem com um cromossomo X a menos. Há também as síndromes de Klinefelter, de Patau e de Edwards

HAJA COTONETE

O tipo de cera que sai do seu ouvido também é determinado por alterações genéticas, mais precisamente no gene ABCC11 do cromossomo 16. Nos asiáticos, por exemplo, a cera é do tipo seco, enquanto que nos europeus e nos africanos o mais comum é uma cera mais molhada

ZÉS BONITINHOS

Os genes controlam todas as nossas características físicas. A altura, por exemplo, é determinada no cromossomo 20. Já a cor dos olhos é tarefa do 15 (olhos castanhos e azuis) ou do 19 (verdes). O cromossomo responsável pela cor da pele (16) não é o mesmo que determina o albinismo, que é a ausência de pigmentação (11 e 15)

O EXCÊNTRICO

O transtorno bipolar é, em sua maioria, determinado por uma predisposição genética, assim como a esquizofrenia. Ambos acontecem por disfunções no cromossomo 22 e pesquisas indicam ainda relação entre as duas doenças e o autismo. Filhos de pais esquizofrênicos ou bipolares têm até três vezes mais chances de serem autistas

Já existem aparelhos capazes de fazer o mapeamento genético de uma pessoa e identificar predisposição a algumas doenças. O teste gênico custa até R$ 6 mil

Homens e camundongos têm o mesmo número estimado de genes. Por isso, alguns cientistas sugerem que a complexidade humana não está na quantidade, mas na forma como os genes operam

A terapia gênica promete substituir um gene defeituoso por um gene novo normal, tratando ou até curando doenças

Fonte:

Fazer um comentário neste post:

Comentar

Comentários

  • Nenhum comentário até agora. Seja o primeiro a comentar!

Voltar