Blog Biologia | Prof. Fernando Belan
 
 
 
 
Publicidade
03 Set
As principais doenças que podem cair no ENEM. 08:38
As principais doenças que podem cair no ENEM.
Doenças que podem cair no Enem e no vestibular.
As patologias são um importante conteúdo da Biologia. Todos os anos, questões sobre diferentes doenças caem no Enem ou nos vestibulares em todo o país. Por isso, é importante estudar o funcionamento dos seus agentes patológicos e as formas de prevenção e combate.

1. AIDS.
Ainda sem cura, a AIDS continua a ser um grande desafio para a saúde global. Estima-se que cerca de 33 milhões de pessoas em todo o mundo vivem com a doença. No momento, o trabalho dos governos é frear a transmissão do vírus e identificar e tratar os infectados.

2. DSTs.
Além da AIDS, outras doenças sexualmente transmissíveis podem ser abordadas em questões de provas. As mais importantes são a herpes, sífilis, gonorreia, HPV e candidíase. 

3. Doença de Chagas.
A doença de chagas é transmitida pelo barbeiro e causada pelo protozoário Tripanosoma cruzi. É comum no norte do Brasil e em zonas rurais, onde as casas de pau a pique oferecem esconderijo ao barbeiro. Febre, mal-estar, falta de apetite, dor ganglionar, inchaço ocular e aumento do fígado e baço são alguns dos primeiro sintomas da doença. 

4. Dengue e Febre Amarela.
Duas doenças endêmicas no Brasil, a Dengue e a Febre Amarela são transmitidas pelo mesmo vetor, o mosquito Aedes aegypti. A Febre Amarela é mais comum em zonas rurais das regiões Norte e Centro-Oeste, e também nos estados de MA, PI, BA, MG, SP, PR, SC e RS. Os sintomas são dores de cabeça e no corpo, febre alta e olhos e pele amarelados. Pode ser prevenida através de vacina e leva à morte em 50% dos casos. Já a Dengue é comum em todo território nacional. Os sintomas são febre baixa, dores de cabeça e no corpo, náuseas e sangramentos no caso da Dengue Hemorrágica. Ainda não existe vacina para a doença. O risco de morte é de até 20% para a Dengue Hemorrágica e 1% para a versão clássica. 

5. Giardíase.
A Giardíase é uma infecção intestinal causada pelo protozoário Giardia lamblia. Na forma de cisto, causa diarreia crônica com cheiro forte, fraqueza e cólicas abdominais, podendo acarretar deficiência vitamínica e mineral e levar crianças à morte. Ocorre em todo o mundo, mas é mais comum em áreas onde o saneamento básico e as condições de higiene são precárias. 

6. Gripe.
A gripe é uma das doenças mais comuns do mundo. É altamente contagiosa e é transmitida pelo ar, através de gotículas de saliva. Por isso, possui alto risco de se tornar uma epidemia ou pandemia. Foi o que aconteceu com a Gripe Espanhola e, mais recentemente, a Gripe tipo A, causada pelo vírus H1N1. Os principais sintomas são são calafrios, febre e prostração que podem ser acompanhadas por dores no corpo, tosse, espirros, cefaléia, dor de garganta, congestão nasal e irritação nos olhos.

7. Hepatite.
Hepatite é o nome dado a qualquer degeneração do fígado, sendo as causas mais comuns as infecções pelos vírus tipo A, B e C e o abuso do consumo de álcool ou outras substâncias tóxicas, como remédios. A Hepatite A é transmitida pela água e alimentos contaminados. As do tipo B e C passam através do sangue, seja pelo uso de seringas compartilhadas por usuários de drogas, sessões de depilação, manicure ou tatuagem. A Hepatite B também é sexualmente transmissível. Cuidados com a higiene e com os alimentos, a vacinação contra o vírus e o uso de camisinha são as principais formas de evitar a doença. 

8. Leishmaniose.
A Leishmaniose é transmitida ao homem pela picada de mosquitos que carregam o protozoário. Também atinge cães, roedores e outros animais, o que dificulta a erradicação da doença. Pode se manifestar nas formas cutânea e visceral, sendo a última a forma mais severa da doença.

9. Malária.
Causada pelo protozoário Plasmodium, a Malária é transmitida pela picada do mosquito Anopheles ou por transfusão ou contato com sangue. Os sintomas são dores de cabeça, fadiga, anemia, febre e náuseas. Não existe vacina para prevenir a doença. No Brasil, 99.5% dos casos ocorrem na área da Amazônia Legal (AC, AP, AM, PA, RO, RR, TO, MT e MA).

10. Tuberculose.
Transmitida pelo Mycobacterium tuberculosis, o bacilo de Koch, a Tuberculose é uma das doenças infecto-contagiosa que mais matam no Brasil. Estima-se que cerca 30% da população mundial esteja infectada, embora nem sempre a doença se desenvolva. A transmissão ocorre por gotículas eliminadas pela respiraçã, espirros e tosse. Os principais sintomas são tosse por mais de duas semanas, produção de catarro, febre, sudorese, cansaço, dor no peito, falta de apetite e emagrecimento. 

11. Verminoses.
As verminoses são infecções intestinais provocadas por parasitas e endoparsitas. Afetam pessoas de todas as idades e classes sociais e são especialmente difíceis para os governos e órgãos de saúde controlar. A forma mais comum de transmissão é pela ingestão de alimentos ou água contaminada ou por pequenos ferimentos na pele. As verminoses mais comuns são a ascaridíase (lombriga), teníase (solitária), oxiuríase, tricuríase, ancilostomíase, estrongiloidíase, giardíase e esquistossomose. 

12. Ebola.
Com a propagação de uma perigosa epidemia na África, as chances da Ebola ser abordada em provas é muito grande. Essa febre emorrágica é a doença mais letal do mundo, matando cerca de 90% dos infectados. O contágio se dá através do contato com pessoas infectadas, estajam elas vivas ou mortas. Os sintomas são edemas, febre alta, sucessivas hemorragias, vômito, dor de cabeça e insuficiência hepática e renal.

Fonte.


Fazer um comentário neste post:

Comentar

Comentários

  • Nenhum comentário até agora. Seja o primeiro a comentar!

Voltar