Blog Biologia | Prof. Fernando Belan
 
 
 
 
Publicidade
Por que a pimenta arde? Qual é a mais ardida do mundo?
As pimentas ardem porque possuem as chamadas capsaicinóides. Essas substâncias de nome esquisito não têm cheiro nem sabor, mas estimulam as células nervosas da boca, produzindo aquela sensação de ardor, como se a boca estivesse pegando fogo. As capsaicinóides são produzidas por glândulas localizadas nas placentas das pimentas - aquele tecido esbranquiçado onde ficam grudadas as sementinhas. A "temperatura" de cada espécie desse fruto depende da concentração de capsaicinóides que ela possui. E, por incrível que pareça, existe até uma unidade específica para se medir o ardor: a Unidade de Calor … Leia mais
Por que o álcool causa embriaguez?
Porque atrapalha a comunicação entre os neurônios, as células do sistema nervoso. Depois de passar pelo intestino e alcançar o sangue, o etanol presente na bebida ativa a produção de substâncias que amplificam a ação dos neurotransmissores (moléculas que controlam o fluxo de informações entre os neurônios) responsáveis pelo prazer. "Em pequenas doses, a substância tem um efeito estimulante. A pessoa fica eufórica e, geralmente, menos inibida", afirma Denise De Michelis, psicobióloga da Unifesp. Depois de algumas doses, no entanto, o efeito da bebida passa a ser exatamente o oposto: o beberrão … Leia mais
Existe gente que não sente dor?
Sim, os portadores de duas doenças raras - a analgesia congênita e a síndrome da neuropatia sensitiva autonômica hereditária - são total ou parcialmente insensíveis à dor. Essas duas enfermidades são de origem genética e se caracterizam pela falta de sensibilidade dos nervos periféricos, responsáveis por transmitir as sensações de dor para a medula espinhal e, daí, para o encéfalo. Mas, se você pensa que as pessoas com essa condição levam vantagem sobre as demais - que passam a vida a sentir as dores mais variadas, como a topada de um dedão (ai!) -, está redondamente enganado. De acordo com … Leia mais
Por que as mulheres vomitam tanto quando engravidam?
O maior motivo é o aumento na produção da progesterona. Nos três primeiros meses, esse hormônio é gerado principalmente no ovário. Ele evita que o corpo rejeite o feto e aumenta o endométrio, tecido interno do útero que, se não estiver bem desenvolvido, pode provocar um aborto espontâneo. O problema é que ele também deixa o sistema gastrointestinal mais lento, o que resulta em mal-estar. Depois do terceiro mês, a placenta é quem passa a produzir a progesterona e o organismo começa a se acostumar com ela, diminuindo os enjoos. Algumas mulheres, porém, continuam passando mal após esse período … Leia mais
A fumaça dos cigarros influencia o efeito estufa?
Não. Tá certo que entre as 6 700 substâncias liberadas na fumaça que sai do cigarro estão o dióxido de carbono (CO2) e o monóxido de carbono (CO), dois dos principais causadores do efeito estufa. Mas a quantidade desses gases emitida por todos os cigarros do mundo é irrisória. Vamos pegar o exemplo do monóxido de carbono: enquanto os carros queimam de 15 mil a 20 mil toneladas de CO por dia, a população mundial de fumantes produz 200 toneladas diárias do mesmo gás. No caso do gás carbônico, a queima do cigarro produz o equivalente à quantidade de CO2 absorvida quando a planta que lhe deu … Leia mais
O porco transgênico
Ele se chama, apenas, "porco 26". É branquelo, esfomeado, gordo, idêntico a um porco comum. Exceto em seu âmago: o DNA. O animal é o primeiro porco geneticamente modificado do mundo. Ele nasceu no Instituto Roslin, no Reino Unido, a mesma instituição que em 1996 criou a ovelha clonada Dolly, e tem uma característica especial entre os porcos - é imune à febre suína africana. Essa doença, que é causada por um vírus altamente letal, surgiu na África, onde os animais acabaram criando resistência a ela. Mas, no resto do mundo, os porquinhos não têm imunidade - e, por isso, a febre suína vive … Leia mais
Um curioso exemplo de teia alimentar em Bonito (MS)
Pesquisadores brasileiros que estudam a nascente de águas cristalinas de Baía Bonita, na região de Bonito (MS), registraram uma curiosa teia alimentar que envolve plantas terrestres, macacos, peixes, insetos e serpentes.

Esses pesquisadores verificaram que peixes conhecidos por piraputangas concentram-se em regiões dessa nascente onde grupos de macacos-prego alimentam-se de frutos das árvores existentes ao redor da água. Foi possível comprovar que, ao se alimentarem, esses macacos deixam cair na água galhos quebrados e frutos, atraindo rapidamente as piraputangas, que se alimentam desses … Leia mais
O perigo da destruição da camada de ozônio
A barreira natural formada pela camada de ozônio contra os raios ultravioleta é fundamental para a manutenção da vida na Terra. O excesso desse tipo de radiação é nocivo, pois está relacionado à indução de mutações, que são alterações no material genético. Nos seres humanos, por exemplo, esses raios podem favorecer o desenvolvimento de câncer de pele.

A camada de ozônio vem sendo progressivamente destruída, principalmente pela ação de gases conhecidos por clorofluorcarbonos, também denominados CFCs, usados em sprays (aerossóis), condicionadores de ar, geladeiras, espumas plásticas, … Leia mais
Quanto tempo os pelos do corpo levam para crescer?
Entre os humanos, os pelos demoram de dois a três meses para atingir seu comprimento máximo, enquanto os cabelos se desenvolvem durante dois a seis anos. Os fios que compõem nossa cabeleira passam por três etapas de crescimento. A primeira é a anágena, fase que representa quase toda a vida útil do pelo, que é formado nas camadas mais internas da pele e segue crescendo para fora do corpo a um ritmo de cerca de 1 centímetro por mês. Em seguida, vem a catágena, período em que o fio fica em repouso e não cresce - essa fase dura, no máximo, um mês. Por último, vem a telógena, que dura apenas … Leia mais
Por que os lagos congelam só na superfície?
Porque a camada de gelo funciona como uma espécie de cobertor, impedindo que a água mais profunda congele. "A capa gelada faz o papel de isolante térmico. Como o gelo é um mau condutor, ele evita que o resto da água perca calor para a atmosfera", afirma o glaciologista Jefferson Cardia Simões, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Há ainda outro fator importante: no inverno, o fundo do lago libera o calor armazenado pelo solo durante o verão, deixando a temperatura um pouco mais quente, perto de 4ºC. Pode não ser nada encorajador para um mergulho, mas é o suficiente para … Leia mais