Blog Biologia | Prof. Fernando Belan
 
 
 
 
Publicidade
Por que sentimos cócegas?
Elas estão relacionadas à reação do organismo a situações de medo e pânico. É por isso que as cócegas geralmente se manifestam por meio de risadas desconfortáveis. São provavelmente uma resposta primitiva, com o objetivo de fazer o corpo reagir no caso, por exemplo, de haver algum inseto caminhando sobre ele. A pele de certas partes mais vulneráveis do corpo possui receptores sensíveis chamados de terminações nervosas livres. "Esses receptores nervosos são os mesmos que nos permitem sentir dor, coceira e excessos de calor ou frio - ou seja, estímulos perturbadores que levam o organismo a se … Leia mais
Nova geração de repelentes: Inofensivos, baratos e com cheiro de uva
Nova geração de repelentes pode revolucionar o combate a insetos e pragas. As substâncias foram identificadas a partir do estudo dos neurônios olfativos de moscas-da-fruta.

Estudo mostrou o caminho para a obtenção de uma nova geração de repelentes contra insetos, ao descobrir compostos com essa propriedade mais baratos, seguros para humanos e que não dissolvem o plástico. E, de quebra, o grupo responsável pela pesquisa ainda fez uma descoberta básica importante sobre a morfologia de insetos, considerada uma revolução na área que estuda o olfato.

Pode-se dizer que a equipe de … Leia mais
UFGD 2010: Questões comentadas
01. (UFGD 2010) Tereza e Gustavo, mesmo depois de muitos anos, ainda lembram com tristeza a perda dos três primeiros filhos: Juliano, Lucas e Mateus. Eles morreram lentamente perdendo os movimentos quando ainda eram crianças, entre os dez e os quatorze anos. Maria foi à última filha do casal. Ela casou-se há mais de 20 anos e hoje vive o mesmo drama de seus pais. Seu filho mais velho faleceu aos 12 anos, restando apenas uma jovem de 17 anos. A doença que matou os filhos e o neto do casal Tereza e Gustavo caracteriza uma

a) atrofia autossômica dominante.
b) atrofia autossômica recessiva.
Leia mais
Por que o papel não volta à forma original depois de dobrado?
Porque as ligações que mantêm o papel em sua forma original são rompidas com as dobras. O papel é formado de fibras de celulose entrelaçadas e unidas por átomos de hidrogênio, em uma ligação química chamada "ponte de hidrogênio". O papel começa a ser feito com as fibras de celulose misturadas com água, que depois é extraída do papel durante o processo industrial. O problema é que, quando as pontes são rompidas a seco, no papel já pronto, elas não podem ser refeitas. A únia maneira de tentar deixar a folha inteira de novo é jogando-a na água.

Pedra, papel ou tesoura?

Saiba por que o … Leia mais
Bactéria radioativa ataca o câncer
Micro-organismo criado em laboratório carrega radioatividade até os tumores - para destruí-los sem afetar o resto do organismo.

O câncer de pâncreas é um dos piores que existem. Isso porque, quando é descoberto, geralmente já se espalhou pelo corpo, ou seja, sofreu metástase. E isso torna o câncer incontrolável - cinco anos após o diagnóstico, 95% dos pacientes estão mortos. Mas duas pesquisadoras da Faculdade de Medicina Albert Einstein, em Nova York, criaram uma arma ousada: uma bactéria radioativa, capaz de se infiltrar nas células cancerosas de todo o corpo e destruí-las.

É uma … Leia mais
UFGD 2009: Questões comentadas
01. (UFGD 2009) Os seres vivos vivem em constantes relações no ambiente. Essas relações são as interações ecológicas. Elas podem ser harmônicas e desarmônicas, interespecíficas (quando envolvem seres vivos de diferentes espécies) e intraespecíficas (quando envolvem seres vivos da mesma espécie). Relacione as colunas a partir dessas considerações.

(1) Sinfilia                         ( )Algas
(2 ) Parasitismo                ( ) Garcas e gado bovino
(3 ) Protocooperação       … Leia mais
Por que balas de menta deixam a boca
A refrescância de algumas balinhas vem da presença de substâncias como o mentol e o eucaliptol. Elas têm o poder de simular na boca a sensação de frio, tapeando os sensores da mucosa responsáveis por mandar a informação para o cérebro. Um processo semelhante ocorre com a pimenta, que estimula as terminações nervosas sensíveis ao calor. Nos dois casos, não há alteração da temperatura dentro da boca. Como as balas de menta deixam a mucosa mais sensível ao frio, a água em temperatura ambiente ou o próprio ar apenas parecem estar gelados. Em dias de calor e com a geladeira quebrada, chupe uma … Leia mais
UFGD 2008: Questões comentadas
01. (UFGD 2008) O herodograma abaixo se refere a uma família com casos de daltonismo (anomalia que se caracteriza pela incapacidade de diferenciar todas ou algumas cores) provocado por genes recessivos localizados no cromossomo X (sem alelos no Y).




A partir das informações acima e da análise do herodograma, marque a alternativa correta.

a) No casal genitor o genótipo da mãe é obrigatoriamente heterozigoto.
b) Em F1 o genótipo da filha que não possui o caracter é XD, XD.
c) Em F1 um possível genótipo do filho que não possui o caracter é Xd,YD.
d) A probabilidade do casal F1 ter … Leia mais
É possível detectar um aneurisma antes de ele se romper?
Sim, é possível detectar um aneurisma cerebral – uma dilatação anormal de uma artéria do cérebro – antes que ele se rompa. Essa seria a situação ideal, pois o rompimento de um aneurisma é uma situação grave.

Algumas vezes, o aneurisma não rompido pode desencadear alguns sintomas inespecíficos devido à compressão que causa em estruturas cerebrais vizinhas, por exemplo, dor de cabeça (cefaleia) persistente, crise convulsiva, zumbidos e, eventualmente, comprometimento de alguma função neurológica.

Quando há suspeita de aneurisma, o diagnóstico pode ser obtido por meio de exames como a … Leia mais
Por que depois de comer a gente fica com sono?
Porque o fluxo sanguíneo aumenta na direção do estômago e do intestino, para ajudar no processo da digestão, e o sistema nervoso fica menos irrigado. Com menos sangue chegando, diminui também o transporte de oxigênio. "Quando existe menos oxigênio no cérebro, o organismo entra em estado de falsa hibernação e, por isso, sentimos sono", afirma a nutricionista paulista Vanderli Marchiori.

Essa é a explicação fisiológica clássica, mas, recentemente, uma equipe de cientistas da Universidade de Manchester, na Inglaterra, apontou outro fator envolvido nessa questão. Eles descobriram um mecanismo … Leia mais